imprensanovidades e publicações

A importância da investigação feminina para determinar as possíveis causas da infertilidade

18 de Julho de 2016

É fundamental que mulheres e homens sejam submetidos à investigação, para que se chegue às reais causas das dificuldades para engravidar. Mas e quando é a mulher que apresenta problemas para conceber? Como funciona a investigação feminina de infertilidade?
Cerca de 20% dos casais no mundo têm algum tipo de dificuldade para engravidar e 40% destes casos têm, nas mulheres, as causas da infertilidade.
Segundo o médico especialista em fertilidade feminina da Clínica Insemine e professor da UFRGS, João Sabino da Cunha Filho, os problemas femininos para engravidar têm várias origens, como complicações na ovulação, alterações no útero e tubárias, endometriose e causas genéticas. O importante é traçar o perfil do casal para que se possa concluir onde está o problema e dar início ao tratamento. “O mais indicado é que, se o casal tenta engravidar há mais de um ano sem êxito, se inicie a investigação da infertilidade”, diz Sabino.

Na investigação feminina, fatores como idade da paciente, padrão do ciclo menstrual e avaliação da reserva ovariana são de fundamental importância para que o médico possa concluir qual é o problema e indicar o tratamento mais indicado ao caso. Na consulta, são vários os tópicos investigados pelo médico para traçar o perfil da paciente e identificar as causas das complicações. É investigado o fator hormonal e o fator ovariano; os possíveis problemas de hormônio e da ovulação; o fator anatômico; o fator masculino e o fator endometriose.
Já é comprovado que pacientes fumantes ou obesas levam um tempo maior para engravidar, atingem a menopausa de 1 a 4 anos mais cedo e possuem mais riscos gestacionais. “O cuidado com a saúde e com o corpo ajuda a manter a mulher saudável e pode ser fator imprescindível para que ela possa gerar filhos normalmente, quando desejar”, ressalta o médico.
Mas mesmo na investigação feminina da infertilidade, o homem também deve ter sua fertilidade investigada, pois pode ser ele a causa das dificuldades do casal em ter filhos. Pois isso, muitos especialistas indicam que a fertilidade de ambos seja observada simultaneamente.
A Clínica Insemine, localizada na capital gaúcha, realiza consultas personalizadas com o casal, para que o médico especialista possa conversar com ambos a respeito dos exames necessários para que se inicie a investigação de infertilidade e possa então ser iniciado o tratamento adequado, que possibilitará a esses casais, a chance de ter filhos.


ANTERIORPRÓXIMA TODAS

entenda como funcionam os tratamentos

InseminaçãoArtificial

Na inseminação artifical controlamos a ovulação através de ecografias para determinar o período fértil.

No momento adequado é feita a coleta do sêmen por masturbação na própria clínica, sua preparação e inseminação no útero.

Inseminação Artificial

FIVFertilização in vitro

Uma das técnicas mais utilizadas de reprodução assistida, conhecida popularmente como “bebê de proveta”.

FIV - Fertilização in vitro

ICSIInjeção Intracitoplasmática de Espermatozoide

As etapas do tratamento são exatamente as mesmas da FIV. A decisão de realizar ou não a ICSI é técnica e não muda o tratamento para a paciente.

ICSI - Injeção intracitoplasmática de espermatozoide

DiagnósticoPré-implantacional

Esse procedimento possibilita a seleção de um embrião antes de sua transferência para o útero.

Diagnóstico Pré-implantacional

Congelamentode Óvulos

O congelamento de óvulos é indicado para mulheres que desejem preservar a sua fertilidade para que possam ter filhos no futuro.

Congelamento de Óvulos
insemine · Iguatemi Corporate

Porto Alegre | RS

Av. Dr. Nilo Peçanha, 2825 | Cj. 905
Chácara das Pedras
contato@insemine.com

Fones
(51) 3388 1212 (51) 3331 1388